fundo parallax

Como proteger os olhos da irradiação UV

 

Quando se fala em exposição ao sol, a primeira coisa que vem à mente é proteger a pele

S em dúvida alguma este conceito, já bastante difundido em nossa população, é correto, mas não se pode esquecer também da proteção dos olhos.

E por quê? A explicação necessita nos lembrarmos de alguns fatos muito importantes, mas ignorados por grande parte dos que se expõem freqüentemente ao sol. O primeiro está relacionado diretamente à própria irradiação solar. O espectro de luz varia desde feixes de irradiação invisível, com comprimentos de onda menor que 400 nm (nanômetros), conhecidos como irradiação ultravioleta, passando pelo espectro visível, que vai até 700 nm, e a partir deste até 3200 nm, englobando a irradiação conhecida como infravermelho. Esta, geralmente, é filtrada ou absorvida na atmosfera.

No caso do homem, a irradiação ultravioleta é a que mais nos preocupa, pois parte dela não é absorvida pela atmosfera, e com os famosos buracos nas camadas de ozônio, aumenta o risco desta irradiação produzir maiores danos ao corpo humano.

Dentro do espectro que compõe os raios UV, basicamente temos que nos preocupar com as irradiações UV-A e UV-B. UV-B representa a irradiação de comprimento de onda mais curto, entre 180 e 315 nm, responsável por queimaduras e o câncer de pele. Já UV-A, entre 315 e 400 nm, causa bronzeamento mas também contribui para o envelhecimento e câncer de pele. Estudos clínicos e evidências decorrentes de acidentes e estudos experimentais demonstram que os raios UV-B são mais danosos do que os raios UV-A, provavelmente por causa da maior energia que liberam. A luz solar contém muito mais UV-A do que UV-B, e nenhum dos dois traz qualquer benefício para os olhos nem contribuem para a visão. Ao contrário, apesar de serem parcialmente absorvidos pela córnea e pelo cristalino, ambos podem produzir danos aos olhos.

fundo parallax

E quais são os danos?

 

A irradiação ultravioleta pode provocar o aparecimento de pterígeo, uma membrana que costuma invadir a superfície da córnea; o desenvolvimento de opacificação do cristalino ou catarata; envelhecimento e tumores de pálpebras; melanoma do trato uveal; aparecimento de vista cansada ou presbiopia mais precoce; e, decididamente, contribuir para o aparecimento de uma doença muito comum em pessoas com idade acima dos 70 anos, conhecida como degeneração macular relacionada à idade.

De uma forma aguda, pode provocar queimadura da córnea, com dor intensa, fotofobia, lacrimejamento, edema ocular. As pessoas que freqüentam muito a praia, praticantes de esportes de areia e náuticos, além de surfistas, englobam o grupo que mais podem apresentar esta forma de ceratite. A irradiação ultravioleta também pode estar presente em lâmpadas de mercúrio, faíscas de soldas, etc. Daí a necessidade de uso de óculos protetores especiais por parte de profissionais que trabalhem com maçaricos e outros equipamentos de soldas.

E como devemos nos proteger dos efeitos deletérios da irradiação UV? A irradiação não se circunscreve apenas à exposição direta do sol. Ela também pode ocorrer por reflexão proveniente das superfícies da areia, de paredes de cimento, do mar, da neve. É bastante conhecida a queimadura da córnea provocada por esquiadores que não usam óculos protetores.

Mas quaisquer óculos escuros dão a devida proteção? A resposta é absolutamente não. O correto é o uso de óculos com lentes contendo filtro absorvedor de raios ultravioleta. Óculos simplesmente escuros podem até aumentar a exposição perigosa dos olhos aos efeitos danosos deste tipo de irradiação. Já as lentes com filtros UV podem absorver até 100% desta irradiação. É importante que se exija na hora da compra um selo de um bom fabricante garantindo que os óculos contenham tal filtro.

Outras recomendações importantes: usar sempre um boné com pala de tecido opaco e não de plástico; da mesma forma um ombrelone deve ser de tecido e não de nylon; as crianças, por serem mais susceptíveis à ação nociva da irradiação UV, necessitam de maior proteção, evitando-se sua exposição no período entre 10 e 16 horas. Este é o período do dia em que o sol chega mais perto da Terra. Temos que ter em mente que a ação deletéria tem um efeito cumulativo, e hoje conhecemos melhor seus efeitos a longo prazo.

fundo parallax

Neste sentido, além de ser um recurso óptico indispensável à maioria de todos nós, os óculos também ganham um espaço fundamental na proteção dos olhos.

 

E a cor das lentes? Quais as vantagens dos óculos de diferentes cores? As lentes de cor cinza promovem um bom conforto visual, sendo as mais indicadas para o nosso país e para a prática de esportes náuticos e na neve. Filtram muita luminosidade. Já a cor âmbar ou amarela também promove um bom conforto visual e é a mais indicada para dirigir automóveis, absorvendo a luz dos faróis e reduzindo o brilho refletido por eles. Também são muito apropriadas para enfrentar estradas com forte neblina, pois aumentam o contraste dos objetos. O verde escuro é, reconhecidamente, uma cor de uso militar, com boa absorção de luz, realçando os contrastes, oferecendo excelente conforto visual, e muito apropriada para pilotos de aviões e praticantes de esportes ao ar livre. O marrom também é uma das cores mais indicadas para excesso de intensidade de luz, apresentando excelente conforto visual e intensificando detalhes de objetos. Já as cores vermelha, verde claro, rosa, alaranjado, lilás, azul escuro apresentam pouco conforto visual, sendo mais destinadas para entretenimento e just for fun..